dez 19

MORRE PM BALEADO EM FRENTE A RESTAURANTE NA ZONA SUL DE NATAL

Paulo Melo dos Santos, de 43 anos, estava na UTI do Walfredo Gurgel.
Baleado na noite da quarta (17), o soldado faleceu na tarde desta sexta (19).

O policial militar baleado na cabeça – crime ocorrido na noite da quarta-feira (17) em frente a um restaurante na Zona Sul de Natal, não resitiu ao ferimento e morreu na tarde desta sexta-feira (19). Paulo Melo dos Santos, de 43 anos, estava internado na UTI do Hospital Monsenhor Walfredo Gurgel. A morte do soldado foi confirmada pela própria unidade.

Policial militar há 14 anos, Dos Santos, como era mais conhecido, trabalhou por muitos anos na Ronda Ostensiva Com Apoio de Motocicletas (Rocam), mas atualmente era lotado na Diretoria de Pessoal da corporação.

“Externo aqui o sentimento de pesar pelo falecimento do nosso companheiro de farda. Que Deus conforte os nossos corações e principalmente os corações dos seus familiares, esposa e filhos. Que Deus o receba com os braços abertos em sua nova morada eterna.”

compartilhe

dez 19

POLICIAIS MILITARES EM LUTO

dez 18

SOLDADO DA PM BALEADO NA CABEÇA POR BANDIDOS ESTÁ EM ESTADO GRAVE

O soldado Paulo Melo dos Santos, de 43 anos, baleado na cabeça e nas costas, na noite desta quarta-feira (17), em Capim Macio, está internado em estado grave no Hospital Walfredo Gurgel. O militar estava na frente de um restaurante, quando bandidos chegaram em um carro e atiraram contra o SD Dos Santos.

O policial foi atingido por dois tiros nas costas e um na cabeça. Após a vítima cair, um dos bandidos desceu do carro e roubou a pistola ponto 40 do soldado. Em seguida, eles fugiram. A Polícia Militar logo foi acionada e passou a realizar diligências, mas nenhum suspeito foi localizado até o momento.

De acordo com a PM, o soldado baleado é lotado na Diretoria de Pessoal da PM, onde exerce trabalho administrativo. Na noite desta quarta-feira, ele estaria cobrindo um colega que auxiliava na segurança do restaurante.

PORTAL BO

dez 18

POLICIAIS MILITARES CONCLUEM O ESTÁGIO DE HABILITAÇÃO À SARGENTO E NIVELAMENTO A GRADUAÇÃO DE CABO

Foi realizada na manhã desta quarta-feira, 17, no Centro de Formação de Praças da Polícia Militar do Rio Grande do Norte a formatura de conclusão do Estágio de Habilitação à Sargento e Nivelamento a Graduação de Cabos.

A Polícia Militar e a sociedade ganharão 240 novos sargentos e 80 novos cabos.

Essas promoções é fruto da Lei de Promoção de Praças, conquistada através de luta e participação em massa da categoria nas mobilizações quando convocada pelas associações. A promoção dos policiais é um direito que tem por objetivo valorizar o profissional da segurança pública que trabalha 24 horas por dia em defesa da sociedade.

Que venhas às próximas promoções a todos os soldados e cabos da instituição.

dez 18

JOVEM XINGA PMs EM VÍDEO NA INTERNET, ARREPENDE-SE E PEDE DESCULPAS

O agente de segurança privada Gabriel Henrique Cristiano da Silva, de 27 anos, criou um mal-estar entre ele e policiais militares do Rio Grande do Norte, após divulgar nas redes sociais um vídeo xingando os PMs. Gabriel afirma ter sofrido um acidente causado por uma pessoa que fugiu e, ao procurar a polícia, não recebeu atenção devida. Isso desencadeou uma série de xingamentos da parte dele. Mas, arrependido, o rapaz publicou outro vídeo em que pede desculpas.

De acordo com Gabriel Silva, ele sofre de um problema psicológico e, por isso, teria dito as palavras ofensivas contra os policiais militares. O próprio jovem procurou a reportagem do Portal BO pedindo que seu pedido de desculpas fosse ao ar. No vídeo, ele apresenta exames que atestam seu problema psicológico.

Vídeo com pedido de desculpas:

Vídeo com xingamentos:

PORTAL BO

dez 18

APÓS SER ASSALTADO, VICE-GOVERNADOR ELEITO AFIRMA: “O RN VIVE HOJE UMA GUERRA CIVIL”

Na madrugada desta quinta-feira (18), o vice-governador eleito do RN Fábio Dantas sentiu na pele as dificuldades que o próximo Governo irá enfrentar para combater a insegurança que tomou conta do Rio Grande do Norte. Quando estava saindo de uma reunião no apartamento do governador eleito Robinson Faria, que fica na praia de Areia Preta, por volta das 2h, Fábio e a advogada Tatiana Mendes Cunha, ambos integrantes da equipe de transição, foram surpreendidos por seis criminosos, que colocaram as armas na cabeça dos dois e levaram vários objetos. O crime ocorreu exatamente no dia em que Robinson e Fábio serão diplomados pelo Tribunal Regional Eleitoral (TRE), solenidade que ocorre nesta tarde.

O futuro vice-governador conversou com O Jornal de Hoje na manhã desta quinta. Ainda muito abalado com a situação, ele afirmou que a segurança será uma das prioridades do próximo Governo e disse que o Rio Grande do Norte vive uma Guerra Civil. “Nós estamos vivendo mesmo (uma Guerra Civil). Você viu o que fizeram com o policial militar? (soldado que foi baleado na cabeça). Um absurdo total. A situação está complicada mesmo. A segurança será uma das prioridades do nosso Governo, pois a situação não pode continuar assim. Estamos trabalhando nesse sentido”, contou.

Fábio ainda detalhou os “cinco minutos de terror” que ele e Tatiana Mendes viveram nas mãos dos bandidos. “Quando nós estávamos saindo do prédio, os criminosos chegaram. Eram seis no total. Quatro nos abordaram e outros dois ficaram dando cobertura. Eles ficaram com as armas apontadas para as nossas cabeças, nos ameaçando e pedindo todos os objetos que tínhamos. Foi realmente uma situação muito delicada e muito traumatizante. Um sufoco muito grande”. O vice-governador eleito afirmou que ainda foi agredido por um dos suspeitos.

“Eles estavam bem nervosos. Enquanto pediam os nossos pertences, eles alegavam que eu tinha um cordão de ouro. Eles ficaram puxando o meu pescoço, que está todo arranhado. Imagine a situação. Ele, armado e me puxando. Foi um momento terrível. Felizmente nada de mais grave aconteceu”. Os bandidos fugiram levando celulares, relógios e a bolsa de Tatiana. “Não sei nem o motivo deles não terem levado o carro, pois eles tiveram tempo para isso. De tão nervoso, nem vi para onde eles fugiram”.

Em entrevista ao Jornal da 96FM hoje pela manhã, o governador eleito Robinson Faria, comentou sobre o caso e afirmou que depois de eleito dará uma resposta rápida para a população. “Irei conversar com a polícia, antes mesmo de assumir. Irei falar que vamos fazer de tudo por ela, mas que quero uma resposta rápida. Eu assumindo temos que arrumar a casa. A população não pode esperar nem mais um minuto”.

O local onde Fábio Dantas e Tatiana Mendes foram assaltados é conhecido pelos constantes assaltos, principalmente no período da noite. A reportagem do JH esteve esta manhã em Areia Preta e não precisou procurar muito para confirmar que aquela região tem registrado assaltos constantes. “Rapaz, aqui é direto. Fizeram um reforço no policiamento durante o dia. De vez em quando fica uma viatura por aqui, mas em alguns horários ela não aparece e o pessoal (criminosos) aproveita. Eu mesmo já vi uma turista ser assaltada bem em frente para esse prédio (onde o governador Robinson Faria mora)”, disse Júlio Soares, que trabalha em uma empresa de limpeza.

Já um vendedor, que todos os dias passa com os produtos pela região, afirmou que o maior problema é uma escadaria que fica entre dois prédios. “Essa escadaria leva até Mãe Luíza. Os criminosos descem, fazem o assalto e depois voltam correndo pela escadaria. Quando a PM chega, eles já estão escondidos. Eles agem muito rapidamente”, contou o homem que não quis se identificar.

JORNAL DE HOJE

dez 18

CHARGE DO DIA: ORNAMENTAÇÃO NATALINA

dez 15

EX-PREFEITO DO RN É CONDENADO A PAGAR INDENIZAÇÃO AO ESTADO POR TRANSFERÊNCIA INDEVIDA DE POLICIAIS DA CIDADE

O ex prefeito da cidade de Triunfo Potiguar, Antônio Estevam, conhecido como ” Toinzinho” foi condenado a pagar indenização no valor de R$ 10.000,00( dez mil reais) acrescidos de juros, ao estado do Rio Grande do Norte, por ter transferido de forma indevida policiais militares que trabalhavam naquela cidade no ano de 2007. A transferência de dois policiais pertencentes ao 10º BPM de Assu na época, se deu devido os policiais terem pedido para o mesmo baixar o som do seu veículo, uma vez que havia diversas ligações informando que o barulho estaria atrapalhando a realização de uma missa. Além de pagar a indenização ao Estado, o ex-prefeito teve cassado seus direitos políticos por três (03) anos.

A sentença foi dada pelo Excelentíssimo Juiz de Direito da Comarca de Campo Grande, MM Bruno Lacerda Bezerra Fernandes.

Veja trechos da sentença:

” Trata-se de Ação por Ato de Improbidade promovida pelo Ministério Público do Estado do Rio Grande do Norte em face de Antônio Estevam, imputando a este a prática de ato de improbidade administrativa tipificado no artigo 11, caput, da Lei de Improbidade Administrativa e requerendo sua condenação na pena do artigo 12, inciso III, em razão dos fatos e direito a seguir descritos.

Consta da inicial que o demandado, utilizando-se da condição de prefeito municipal de Triunfo Potiguar/RN, impôs a transferência, como forma de represália, a 2 policiais militares lotados no destacamento de polícia da referida cidade, pelo fato dos mesmos haverem-no abordado em praça pública, solicitando a diminuição do volume de som veicular, caracterizando, segundo a inicial, prática de desvio de finalidade”…

Pelo acima exposto, nos termos do artigos 11, caput e artigo 12 inciso III da Lei de Improbidade Administrativa, julgo procedente o pedido para condenar o réu ANTONIO ESTEVAM a (i) pagar multa civil no valor equivalente a uma remuneração percebida pelo agente na data dos fatos objetos da demanda, devidamente atualizado; (ii) suspensão dos direitos políticos pelo período de três anos (iii) proibição de contratar com o Poder Público ou receber benefícios ou incentivos fiscais ou creditícios, direta ou indiretamente, ainda que por intermédio de pessoa jurídica da qual seja sócio majoritário pelo mesmo prazo. No mais, condeno o requerido ao pagamento das custas processuais. Sem condenação em honorários conforme artigo 18 da Lei de Ação Civil Pública. Publique-se. Registre-se. Intimem-se. Campo Grande/RN, 01 de dezembro de 2014.

O ex prefeito Antonio Estevam concorreu ao cargo de prefeito no pleito eleitoral do ano de 2012, perdendo para o atual prefeito. De acordo com a decisão do magistrado, o ex-prefeito não poderá concorrer ao próximo pleito eleitoral.

dez 15

SEGUNDO SESED, CRIMES VIOLENTOS LETAIS DIMINUÍRAM NO RIO GRANDE DO NORTE EM 2014

Apesar do clima de insegurança no Rio Grande do Norte e dos homicídios que acontecem praticamente todos os dias no Estado, a Secretaria Estadual de Segurança Pública e Defesa Social (Sesed), divulgou uma nota na qual informa que os Crimes Violentos Letais Intencionais (CVLIs) praticados no Estado diminuíram se comparados ao mesmo período do ano passado.

Segundo informações divulgadas no Portal BO, na estatística da Sesed constam 1.497 ocorrências, registradas pelo Sistema SISNECRO que é utilizado pelo Instituto Técnico-Científico de Polícia do Rio Grande do Norte (ITEP/RN), no período de 1º de janeiro a 30 de novembro deste ano. Já no ano de 2013, no mesmo período foram registradas 1.532 ocorrências, com um aumento de 25,88% em relação a 2012, que teve 1.217 casos, este com um aumento de 12,89% em comparação a 2011, que havia registrado 1.078 CVLIs. O secretário Eliéser Girão afirma que esta diminuição se deve a série de medidas e operações realizadas nos últimos meses.

Os dados do Conselho Estadual de Direitos Humanos são bem diferentes dos apresentados pela Sesed. De acordo com Marcos Dionísio, o número de CVLIs em 2014 já ultrapassou a marca de 2013.

“Já passamos de 1550 em 2014. Os números são superiores aos do ano passado. Fazemos esse trabalho de contagem há bastante tempo e sempre buscamos os números corretamente. O Governo sempre questiona esses dados, sempre puxando para menos. Mas o Rio Grande do Norte vem apresentando crescimento no número de CVLIs nos últimos anos e em 2014 não foi diferente. Na próxima semana teremos dados mais atualizados”, afirmou.

No início da semana o Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE) divulgou um estudo no qual o RN aparece como o Estado que apresenta a maior porcentagem em relação ao número de mortes violentas entre os jovens de 15 a 24 anos.

Nos dados o RN aparece com 2221 mortes violentas (acidentes de trânsito, homicídios e suicídios), sendo 1954 do sexo masculino e 267 do sexo feminino. Durante o período, 918 jovens entre 15 e 24 anos morreram e desse total 79,3% (728) foram vítimas de mortes violentas. O RN é seguido por Bahia (78,9%) e Sergipe (78,1%).

dez 15

OPERAÇÃO VERÃO É OFICIALMENTE ABERTA PELA GOVERNADORA ROSALBA CIARLINI

A Governadora Rosalba Ciarlini participou da cerimônia de abertura da Operação Verão 2015 realizada na manhã deste sábado (13) no município de São Miguel do Gostoso. A Operação busca reforçar a segurança de turistas e moradores das regiões do litoral do estado nos meses de dezembro, janeiro e fevereiro, intensificando o policiamento nas ruas, promovendo campanhas educativas para prevenção de acidentes, e trabalhando com ainda mais rigor na fiscalização da Lei Seca.

“Essa é uma ação que tem como objetivo, em primeiro lugar, proteger a vida. E como resultado desse trabalho, sabemos que tanto os visitantes, quanto os moradores do estado poderão desfrutar de um verão ainda melhor, com segurança e toda a beleza dessa terra”, declarou a Chefe do Executivo.

Além da Governadora, estavam presentes, ainda, a Prefeita de São Miguel do Gostoso, Fafá Dantas, Secetário de Segurança, Elieser Girão, Promotor Manoel Onofre Neto, Comandante Geral da Polícia Miliar, Coronel Araújo, e Delegado Geral da Policia Civil, Adson Kepler Monteiro Maia.

A Operação Verão é um trabalho conjunto do Governo do Estado, Policia Rodoviária Federal, Policias Militar e Civil, Força Nacional, Samu, Corpo de Bombeiros, Marinha do Brasil e Ministério Público. O projeto contará com a cavalaria da Polícia Militar, mais 120 salva-vidas do Corpo de Bombeiros, sendo 60 do Grupamento de Busca e Salvamento da Força Nacional de Segurança Pública. Além disso, câmeras de monitoramento serão utilizados para o reforço da segurança, e um disque-denúncia integrado com o aplicativo whatsapp da Sesed será disponibilizado. O número é o 8149-9906.

dez 15

AGENTE DA POLÍCIA CIVIL DO RN PASSA FOGO EM BANDIDO APÓS SOFRER ASSALTO NA ORLA DE PONTA NEGRA

Um policial civil que terá o nome preservado reagiu a um assalto e matou o suspeito, na madrugada deste domingo (14), na avenida Erivan França, orla marítima de Ponta Negra, zona Sul de Natal. O suspeito portava um revólver e, de acordo com a polícia, chegou a ameaçar o agente, exigindo todos os pertences e pondo a arma na cabeça dele.

Segundo o delegado Franklin Albuquerque, da Delegacia Especializada em Homicídios, o policial caminhava na orla marítima quando foi surpreendido pelo assaltante que chegou armado e exigindo que o agente entregasse todos os pertences.

“Ele agiu para não morrer, visto que o criminoso chegou inclusive a apontar a arma para a cabeça dele, mas rapidamente o policial conseguiu sacar a arma que portava e atirar contra o suspeito”, disse o delegado.

O corpo do assaltante foi conduzido para o Instituto Técnico-Científico de Polícia, mas por não portar nenhum documento está como não identificado. O setor de papiloscopia vai tentar confrontar algumas informações arquivadas no instituto com material humano, para assim conhecer a identidade do morto.

dez 15

POLÍCIA APREENDE DROGAS, ARMAS E PRENDE DOIS HOMENS EM PARNAMIRIM

Policiais da Ronda Ostensiva com Apoio de Motocicletas (Rocam) apreenderam na tarde deste sábado (13) duas armas, drogas, telefones, carregadores para celular, uma balança de precisão, relógios e vários produtos oriundos de roubo em uma casa no município de Parnamirim, na Grande Natal. Dois homens foram presas.

De acordo com o major Florêncio Júnior, comandante da Rocam, a ação ocorreu por volta das 16h no conjunto Jockey Clube, no bairro de Monte Castelo. Os policiais revistavam as casa de uma rua da região quando em um dos imóveis encontraram o material. Dois homens foram presos durante a ação.

Os produtos apreendidos e os criminosos foram encaminhados para a Delegacia de Plantão da Zona Sul, no bairro de Candelária, em Natal.

dez 15

WHATSAPP DA SEGURANÇA RECEBE MÉDIA DE 250 DENÚNCIAS POR DIA NO RN

(84) 8149-9906

Um acusado de homicídio, um estelionatário da Bahia e um fugitivo do sistema penitenciário potiguar foram algumas das pessoas presas a partir de informações recebidas no Whatsapp da Secretaria de Segurança Pública e Defesa Social. Criada há 16 dias para receber denúncias da população, a conta do aplicativo (84 8149-9906) já registrou mais de quatro mil mensagens.

De acordo com a Sesed, apesar do grande número de chamadas, nenhuma das ocorrências fica reprimida, pois ao serem armazenadas, todas são documentadas e encaminhadas para os setores competentes. O Whatsapp do “Disk Denúncia 181” funciona da mesma forma que via telefone, porém a linha não poderá ser utilizada para receber chamadas, cujo as denúncias serão feitas apenas por meio do aplicativo e a privacidade do denunciante será mantida em sigilo.

A privacidade do denunciante é mantida e a assim a população poderá repassar a informação com imagens, vídeos e até localização, segundo a Secretaria de Segurança Pública e Defesa Social.

dez 15

PROJETO PROÍBE PROGRESSÃO DE REGIME PARA CONDENADOS POR CRIME HEDIONDO E TORTURA

DEPUTADO FEDERAL RENATO MOLLING (PP-RS)

O Projeto de Lei (PL) 7676/14, em análise na Câmara dos Deputados, acaba com a progressão de regime para condenados por crime hediondo, tortura, terrorismo e tráfico de drogas.

Hoje, os réus condenados por esses crimes começam a cumprir a pena em regime fechado, mas após cumprir 2/5 dela pode pleitear que o restante seja cumprido em semiaberto.

Para o autor do projeto, deputado Renato Molling (PP-RS), é preciso diminuir a impunidade. “Não adianta condenar os autores desses crimes a penas severas se, durante a execução penal, experimentam eles toda a sorte de benefícios, tais como a progressão de regime.”

As alterações propostas por Molling exigem que a pena pelos crimes seja cumprida integralmente em regime fechado. Além disso, acaba com a possibilidade de o juiz permitir ao réu apelar em liberdade.

dez 15

CHARGE DO DIA: O PROBLEMA

dez 12

POLICIAL MILITAR É TRANSFERIDO POR OCUPAR FUNÇÃO DE DIRETOR NA APRAM

Na manhã desta quinta (11) a assessoria jurídica da Associação de Praças da Polícia Militar de Mossoró e Região (APRAM) esteve na sede do Ministério Público do Rio Grande do Norte, na capital, aonde protocolou nova representação em razão de possíveis atos excessivos cometidos contra militar no âmbito do 12º Batalhão de Polícia Militar em Mossoró, especialmente quando da recente transferência compulsória do Soldado PM César da ROCAM para o CIAD, militar que também exerce função de diretor-tesoureiro da APRAM.

Após tomar a termo depoimento de testemunha que será ponto chave para elucidação do caso, a assessoria jurídica apresentou rol indicativo junto à representação protocolada com o promotor responsável pelo Controle Externo de Polícia para que, ao final de sua apreciação, o parquet ministerial possa emitir posicionamento quanto ao fato de Diretor de entidade ser transferido de posto em que laborava por quase 07 anos consecutivos sendo comunicado que o motivo de sua saída era o fato dele pertencer à associação representativa, deixando seus colegas de farda indignados.

Junto à representação também foram apresentadas todas as menções elogiosas de membros da ROCAM, lotados no mesmo batalhão do PM transferido, e até de uma autoridade civil, inseridas na página do PM César em rede social. “Trabalhei com César e posso dizer que a ROCAM perdeu um policial honesto, dedicado e cumpridor de suas responsabilidades. Lastimável expor bons policiais a esse tipo de situação”, declarou um militar.

Caberá agora ao Ministério Público, à luz da representação protocolada, mover a ação competente para averiguação das condutas das autoridades daquele batalhão responsáveis pelo possível ato excessivo ocorrido logo após diversas denúncias da APRAM em face de cargas excessivas de trabalho para militares do 12º BPM que chegaram a laborar por até 37 horas ininterruptas na região.

Em pergunta a Dr. Roberto Barroso, advogado da Apram, este comentou: “Acredito que temos elementos de prova que já foram apresentados junto à representação e que poderão demonstrar o real motivo da transferência do Soldado PM Cesar”. Acrescentou que: “Além desta representação, protocolamos outras que, no momento, devem permanecer em sigilo, bem como, estamos preparando novas, especialmente após recente publicação em coluna de jornal de grande circulação em Mossoró que antecipou resultado de inquérito iniciado em Natal para apuração das jornadas excessivas, este último será ofertado em breve, e como será dada total atenção que merece”.

O presidente da APRAM, Soldado Tony, ratifica o posicionamento firme da entidade no combate ao que considera ultrapassado e abusivo os recentes episódios que envolvem o tratamento dispensado às praças de Mossoró. “Não vamos recuar nem tampouco nos calar diante de situações cujo objetivo é unicamente reprimir nosso trabalho em defesa dos praças, ignorando um legado destacado de lutas e conquistas em pouco mais de oito anos de atuação”, afirmou o dirigente.

Assessoria de Comunicação APRAM

dez 12

ABSURDO: SARGENTO DOS BOMBEIROS DA PARAÍBA ESTÁ PRESO HÁ 40 DIAS POR NÃO TER PRESTADO CONTINÊNCIA A TENENTE

Um sargento Bombeiro Militar, lotado no 3º Batalhão de Bombeiros Militar da Paraíba, com sede em Guarabira, está preso há 40 dias por não ter prestado continência a um superior. De acordo com reportagem divulgada no Grande Jornal 850 da Rádio Rural, o sargento Di Sousa foi diagnosticado com uma crise de bursite e não tinha condições de levantar o braço para proceder à continência a um tenente e foi enquadrado no Artigo 160 do Código Penal Militar.

O caso chegou ao conhecimento do promotor Marinho Mendes Machado, integrante da Comissão de Direitos Humanos do Estado da Paraíba, que criticou duramente a prisão do sargento e considerou que houve omissão da parte do comandante do 3º Batalhão, tenente coronel Joelson Macena. “O pior de tudo e que causa perplexidade, é que o chefe maior da corporação se omite e permite que tenentes e capitães causem um verdadeiro terror, assédio moral e horror à tropa”, diz o promotor em texto publicado em sua conta na rede social facebook.

Veja texto do promotor Marinho Mendes:

REPRESSÃO, AUTORITARISMO, INCULTURA E ATRASO NA CORPORAÇÃO DO CORPO DE BOMBEIROS MILITAR DO ESTADO DA PARAÍBA

Na qualidade de Conselheiro Estadual dos Direitos do Estado da Paraíba, temos recebido na sede do Conselho Estadual dos Direitos Humanos do Estado da Paraíba – CEDHPB alguns Bombeiros Militar de graduação inferior a oficial e as queixas são de arrepiar. Na instituição que deve ter por lema salvar vidas, agora tem como máxima perseguir e oprimir integrantes da instituição de graduação subalterna, a exemplo de soldados, cabos e sargentos, de ciclo hierarquicamente abaixo dos oficiais, cuja classe se inicia a partir do posto de 2º Tenente.

O pior de tudo e que causa perplexidade, é que o chefe maior da corporação se omite e permite que tenentes e capitães causem um verdadeiro terror, assédio moral e horror à tropa, composta de homens que mesmo de graduação qualificada como praça, são cidadãos, pais, membros de uma comunidade onde são queridos e respeitados, mas para a corporação, são seres inferiores, proibidos de abrirem a boca, de se expressarem, sob pena de prisão, de autuação em flagrante, de punição disciplinar, que o diga o Soldado que discordou da prisão do Sargento Sousa em Guarabira.

Isto é fato, estamos agudamente preocupados, agora em Guarabira, um Tenente deu voz de prisão a um Sargento, pasmem, pelo simples fato de que estando a praça enferma, com fortes dores diagnosticadas como bursite não levantou o seu braço direito e prestou a continência a esse oficial de patente inicial, que desde praça, ainda Sargento, já colocava as unhas de fora e era isolado por seus pares. Anote-se que o Sargento preso e doente se encontra na cela castrense há mais de trinta dias, mesmo possuindo um filho especial, motivo que também causa desespero em toda sua família, já que o especial sente falta e indescritível saudade do pai preso, que ao invés de se encontrar de serviço no tristonho dia da sua segregação, deveria até mesmo pelos princípios da humanidade, se encontrar em casa se tratando, mas mesmo doente, foi preso pela arrogância, atrevimento ignóbil, insolência, empáfia, ostentação e pedantismo de um oficial de pré, cujas frustrações são dignas de tratamento pelos mais especializados psicólogos ou psiquiatras daqui e de fora, pois só eles, em suas sublimes intelectualidades, poderão penetrar no eu desse tenente de Guarabira e de um capitão de marés e explicarem o motivo pelo qual humilham, perseguem e de forma pequena se exibem para seus subordinados, só podendo ser mágoas e frustrações recalcadas e pretéritas, que não podem ser destiladas contra profissionais do Estado e não dos Bombeiros, como se fosse um orgasmo proveniente de um estupro.

Em Campina Grande recebemos informações de que um Sargento, esposo da Oficiala Comandante, gritava, ameaçava, acossava e perseguia companheiros de farda, e meus amigos, sabem o que aconteceu? Ao invés do tímido Comandante Geral afastar a comandante e punir o audacioso impudico marido da Comandante, mandou abrir um Inquérito Policial Militar contra o Cabo Sérgio Rafael, verdadeiro líder da sua classe, o qual adquiriu o respeito dos colegas, não por aventura, mas por compromisso.

Em João Pessoa a corporação parece que se esqueceu que se encontra sob o império da lei, existe um capitão que prende, autua em flagrante e pela omissão e frouxidão dos seus superiores, faz surgir em todos os cantos inquéritos policiais militares – IPMs contra quem discordar de qualquer ordem, mesmo que elas sejam esdrúxulas e ilegais, mas, suspeito de atirar num espaço oco uma aluna e torná-la deficiente físico para sempre, num fajuta IPM interno foi inocentado, o que demonstra a fragilidade ética e o corporativismo dos “senadores” da organização Bombeiro Militar. Mas iremos representar pela sua reabertura ao Promotor de Justiça Auditor e ao Magistrado da Auditoria Militar.

Da mesma forma, estamos enviando representações criminais às autoridades acima, além do próprio Comandante Geral do Corpo de Bombeiros Militar e Governador do Estado da Paraíba, contra o Capitão necessitado de freios, que lamentavelmente apoiado pelos seus canhestros e pejosos superiores, constrange, avilta e deprecia profissionais do Estado, demonstrando que essa falha ética dos oficiais superiores da corporação só a amesquinham e demonstra que numa fraqueza ética, oficiais inferiores tragam mais atrapalhação a Organização Militar, que já repleta de controvérsias e enleios desse jaez, só demonstra que se encontra mal conduzida.

O comandante da corporação em Guarabira, tenente coronel Macena, foi procurado pelo repórter Pedro Júnior e esclareceu o fato no Grande Jornal 850 com Fabiano Lima e Jota Alves.

dez 12

RN LIDERA RANKING DE MORTES VIOLENTAS DE JOVENS ENTRE 15 E 24 ANOS, SEGUNDO IBGE

O Rio Grande do Norte aparece em destaque em mais uma lista relacionada à insegurança. O Estado é o que apresenta a maior porcentagem em relação ao número de mortes violentas entre os jovens de 15 a 24 anos. O dado foi apresentado em uma pesquisa divulgada pelo Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística (IBGE) com números do ano de 2013.

No estudo chamado Estatísticas do Registro Civil 2013, o RN aparece com 2221 mortes violentas (acidentes de trânsito, homicídios e suicídios), sendo 1954 do sexo masculino e 267 do feminino. Durante o período, 918 jovens entre 15 e 24 anos morreram e desse total 79,3% (728) foram vítimas de mortes violentas. O RN é seguido por Bahia (78,9%) e Sergipe (78,1%). Cabe também destacar que este é um fenômeno que manteve percentuais elevados na maior parte dos Estados brasileiros. No caso das mulheres, os maiores percentuais de óbitos violentos juvenis foram observados no Rio Grande do Sul, Tocantins e Rio Grande do Norte, respectivamente, 55,6%, 50,0% e 46,9%.

“Essa pesquisa do IBGE vem reforçar a preocupação que os Direitos Humanos vêm tendo ao longo dos últimos anos no Estado. Infelizmente hoje em dia os jovens de comunidades mais carentes não têm outra opção a não ser viver no mundo das drogas. As políticas públicas para esses jovens são praticamente inexistentes e os números mostram que é preciso fazer alguma coisa para mudar essa situação. Essa pesquisa se refere ao ano de 2013, mas em 2014 esses números serão ainda pior de acordo com o que nós estamos apurando”, afirmou Marcos Dionísio, presidente do Conselho Estadual de Direitos Humanos do RN.

Segundo Marcos, um dos maiores desafios do próximo Governo é exatamente trazer novas políticas públicas para tentar mudar essa realidade. “Os números estão aí para todo mundo analisar. São várias pesquisas que apontam a necessidade de criar essas políticas públicas. O novo Governo precisa reunir as mais diversas áreas, assim como a sociedade para conseguir encontrar uma solução para os nossos jovens, caso contrário a cada ano nós teremos números ainda piores”, destacou o presidente do conselho, que ainda completou.

“Um dos principais pontos é a questão do primeiro emprego. Pois a dificuldade para um jovem de comunidades carentes arrumar o primeiro emprego é muito grande, principalmente pela questão da educação, que no nosso Estado é muito fraca. Também é interessante ter a Polícia Comunitária, para que os policiais possam ajudar as famílias a monitorar esses jovens e não deixar que eles entrem no mundo do crime”.

Ainda em relação às mortes violentas entre jovens de 15 a 24 anos de idade, o estado civil do falecido e o local de ocorrência do óbito apresentados pela pesquisa permitem fornecer um quadro mais ampliado da questão nacionalmente. Do total de óbitos não naturais, 97,5% dos falecidos eram solteiros e 2,2% eram casados. Dentre as mulheres, o percentual de solteiras era um pouco menor (94,7%) e a proporção de casadas que morreram de causas não naturais foi o dobro da apresentada para os homens (4,4% e 2,0%, respectivamente).

No que se refere ao local de ocorrência do óbito, 47,8% dos jovens de 15 a 24 anos morreram em via pública (47,8% homens e 37,8% mulheres). As proporções de morte no domicílio foram bem diferenciadas por sexo: 16,1% dos óbitos femininos e 8,3% dos óbitos masculinos. A conjugação de um maior peso de óbitos femininos ocorridos entre mulheres casadas e no domicílio, em relação aos homens, pode ser um indicativo de violência doméstica, no qual as mulheres casadas são as principais vítimas.

dez 12

DEBATEDORES DEFENDEM FIM DE PRISÕES DE PMs E BOMBEIROS POR FALTAS DISCIPLINARES

Governo, entidades representativas, praças e oficiais defenderam nesta quinta-feira (11), em audiência pública da Comissão de Segurança Pública e Combate ao Crime Organizado, a aprovação do projeto que proíbe a prisão de policiais (PM) e bombeiros militares nos casos de faltas disciplinares (PL 7645/14).

Para o presidente da Associação Nacional de Praças (Anaspra), soldado Elisandro Lotin de Souza, a aprovação do projeto vai trazer dignidade, cidadania e direitos humanos para os profissionais de segurança pública.

“Como um policial ou bombeiro vai defender os direitos humanos se eles mesmos não têm direitos humanos, podendo ser preso por qualquer pretexto e em cima de uma subjetividade de um superior?”, questionou.

Oficiais favoráveis
O presidente da Federação Nacional das Entidades de Oficiais Militares Estaduais, coronel Marlon Jorge Teza, afirmou que a maioria esmagadora da oficialidade é favorável ao projeto.

“Retirar a liberdade de um profissional de segurança pública, mesmo na condição de militar, é degradante. Existem outros mecanismos de controle disciplinar que não é a perda da liberdade, como a suspensão ou a não progressão na carreira, entre outras punições”, disse o coronel.

Dignidade
O representante da Secretaria de Direitos Humanos da Presidência da República, Luiz Clóvis Guido Ribeiro, afirmou que é inadmissível que, no Brasil, um PM possa ser detido por estar com a barba mal feita.

“O profissional de segurança pública tem que ter dignidade no seu trabalho. Ele não pode sofrer assédio moral. Todos os profissionais são cidadãos”, observou Ribeiro.

O vice-presidente da Associação Nacional de Entidades Representativas de Policiais Militares e Bombeiros Militares (Anerbm), Gilberto Cândido de Lima, disse que ocorrem situações absurdas como a não permissão de habeas corpus em punições administrativas.

“O habeas corpus é permitido em caso de crime, mas para a punição administrativa não é aceito. Na minha avaliação, isso é uma aberração” afirmou.

Legislação
Atualmente, a legislação (Decreto-Lei 667/69) determina que as polícias militares sejam regidas por regulamento disciplinar feito à semelhança do Regulamento Disciplinar do Exército.

Segundo um dos autores do PL 7645/14, deputado Subtenente Gonzaga (PDT-MG), muitas vezes, depois de um dia de trabalho, um policial acaba não podendo voltar para casa porque seu superior entendeu que seu sapato estava mal lustrado ou a barba mal aparada. “É uma humilhação e fere a dignidade do policial como cidadão”, afirmou o parlamentar.

Pela proposta, os estados e o Distrito Federal terão prazo de 12 meses para aprovarem, por meio de lei específica, um Código de Ética e Disciplina para as polícias e os corpos de bombeiros militares, proibindo a pena de restrição de liberdade nos casos de faltas disciplinares.

Forças Armadas
O representante das Forças Armadas e do Ministério da Defesa na audiência, coronel Antônio Paulo Maciel, no entanto, defendeu a manutenção da legislação atual.

Segundo ele, a disciplina é importante porque é uma forma de controle sobre aqueles que detêm a força. “As Forças Armadas somos instituições conservadoras. Estamos abertos ao diálogo, mas hoje somos contrários ao projeto”, explicou.

dez 12

POLÍCIA MILITAR APREENDE 100 QUILOS DE DROGAS EM MOSSORÓ – A MAIOR DO ANO

A Polícia Militar apreendeu quase 100 quilos de maconha na manhã desta quinta-feira (11), em uma residência no município de Mossoró, na região Oeste do Rio Grande do Norte. Segundo informações passadas pela PM, essa foi a maior apreensão de drogas do ano na cidade.

Os policiais chegaram à droga por meio de uma denúncia anônima. A maconha estava escondida em vasilhas plásticas e caixas de papelão dentro da casa, que fica na rua Vicente Balbino. Quando os policiais chegaram ao local, não havia ninguém. O entorpecente apreendido foi entregue à Delegacia de Plantão, que o encaminhará para perícia no Instituto Técnico-Científico de Polícia (Itep). A droga está avaliada em R$ 500 mil.

Também na manhã desta quinta, policiais civis da cidade de São bento do Norte, sob o comando do delegado Olavo Dantas de Medeiros e com o apoio das equipes de Polícia Civil de Touros, São Miguel do Gostoso, Taipu e Bom Jesus, cumpriram mandados de busca e apreensão nos municípios de São Bento do Norte e Caiçara do Norte.

A ação resultou na prisão de duas pessoas em flagrante: Pedro Araújo da Costa, por posse ilegal de arma de fogo, e Bruno Francisco da Silva, por porte de entorpecente. Bruno é suspeito de traficar drogas na cidade e tem passagem pela polícia pelo artigo 180. Na época, ele foi preso em flagrante com um colete balístico da empresa de segurança que presta serviço para a empresa de energia eólica da região.

Nesta quarta (10), policiais do Pelotão Destacado de Polícia Militar de Pipa em Tibau do Sul realizaram uma apreensão de aproximadamente 6kg de maconha na praia de Pipa. O acusado, que é morador do Conjunto Vale Dourado, na zona Norte de Natal, foi identificado como Gleiton Soares Costa.

Segundo o Tenente Daniel, comandante do pelotão de PIPA, o mesmo já respondeu anteriormente por assalto a mão armada e estava residindo na localidade há aproximadamente duas semanas. Ainda segundo o Tenente, a droga estava enterrada no quintal da casa, próximo ao alicerce e escondida de um grande pacote que foi localizado e conduzido para a delegacia distrital juntamente com Gleiton, que foi autuado por tráfico de drogas.

JORNAL DE HOJE

dez 12

HOMEM É MORTO COM FACADAS E PEDRADAS NA CABEÇA EM MOSSORÓ

Um crime brutal foi registrado pela polícia militar, por volta de 01h40min da madrugada desta quinta-feira, 11, no cruzamento da avenida Rio Branco com a rua Luiz Colombo, próximo ao Senai no bairro Santo Antônio, em Mossoró.

Um homem sem identificação foi brutalmente assassinado a pedradas e facadas na calçada de um mercado e teve a cabeça esmagada. A polícia ainda não sabe se a vítima estava ou não dormindo no local.

Ao lado do corpo foi deixada uma pedra enorme com marcas de sangue e que possivelmente foi usada no assassinato.

Um suspeito foi preso no local e levado à delegacia de plantão, mas nega que tenha praticado o crime. Segundo a PM, foram visualizadas marcas de sangue em algumas partes do corpo do suspeito.

A perícia técnica constatou algumas perfurações provocadas por arma branca na parte abdominal do corpo da vítima, o que demonstra que o homem além de ter sido espancado, também foi vítima de cutiladas.

Nenhum documento pessoal foi encontrado com a vítima, impossibilitando a sua identificação, uma vez que seu rosto estava totalmente desfigurado. Já com o suspeito, a polícia encontrou um celular e um relógio.

Ele chegou ao local em uma bicicleta, perguntando aos policiais militares onde vendia cigarro e como era suspeito, acabou sendo detido.

O corpo foi removido para o ITEP para procedimentos de necropsia e será liberado quando familiares comparecerem no órgão com sua devida documentação.

A polícia civil vai requisitar as gravações das câmeras de segurança do estabelecimento, para tentar identificar o autor do crime.

190 RN

dez 12

CHARGE DO DIA: TÚNEIS NO PRESÍDIO DE ALCAÇUZ

dez 11

RN CONTABILIZA 37 ATAQUES A BANCOS

Na madrugada de ontem – seis dias após o arrombamento do caixa eletrônico do Bradesco em Ielmo Marinho -, uma quadrilha fortemente armada explodiu um terminal de auto-atendimento da agência do Banco do Brasil em Santana do Matos, município da região Central potiguar distante de Natal 194km. Com mais esse, já são 37 os caixas eletrônicos explodidos este ano no Rio Grande do Norte.

Pelo menos 15 homens armados, em quatro carros, teriam participado da ação. Eles se dividiram por Santana do Matos e chegaram a trocar tiros com policiais. Ninguém se feriu.

Os bandidos cercaram a unidade da Polícia Militar na cidade e montaram barreiras nas ruas próximas ao banco, cercando, inclusive, a casa onde os policiais dormem.

Ao mesmo tempo em que parte do grupo fazia o cerco, outra posicionava os explosivos na agência de auto-atendimento. Após a explosão, no entanto, os policiais civis que estavam na delegacia da cidade e mais um policial militar que atua na DP foram acionados e, ao chegarem à agência, trocaram tiros com os criminosos.

“Se a polícia não tivesse agido de imediato, eles teriam explodido os cinco caixas. Mas explodiram um e não sabemos o que chegaram a levar”, disse o comandante da unidade da PM local, Walmary Costa.

Os criminosos fugiram atirando em prédios da cidade. Um dos veículos foi localizado no município vizinho, Bodó, região da Serra de Santana. A investigação mobilizou ainda a Divisão Especial de Investigação e de Combate ao Crime Organizado (Deicor), que mandou policiais para o local ainda pela manhã, e também o helicóptero da Secretaria de Segurança Pública do Estado. Até a tarde de ontem, porém, ninguém havia sido preso.

Ielmo Marinho
O crime registrado em Santana do Matos foi o segundo caso de arrombamento de banco no interior do RN em dezembro. Seis dias antes, um bando composto de cerca de dez homens invadiu a pequena cidade de Ielmo Marinho, na região Agreste, distante 54km de Natal, e explodiu o terminal de auto-atendimento do Bradesco. Segundo informações passadas por testemunhas à polícia, nesse primeiro caso os criminosos estavam divididos em três carros.

Parte do grupo se dirigiu à unidade bancária, enquanto outra parte ficou na retaguarda para impedir qualquer reação dos policiais da cidade. Os bandidos colocaram grampos para furar os pneus dos veículos que tentassem persegui-los após o arrombamento do caixa. A quantia levada não foi divulgada.

Até o início de abril deste ano, já haviam sido explodidos 19 caixas no interior do RN. Somente novembro foram sete, sendo cinco no intervalo de uma semana.

Bate-papo – Adson Kepler
Delegado-geral da Polícia Civil do RN

Como a polícia vem agindo para combater esse tipo de crime?
Várias quadrilhas já foram identificadas. O delegado regional de João Câmara, Nivaldo Floripes, com apoio do GTO (Grupo Tático de Operações da Polícia Militar), prendeu parte de uma quadrilha há cerca de duas semanas. E sábado passado foram feitas duas prisões pela Polícia Militar.

De onde são essas quadrilhas?
A Deicor já identificou os demais membros dessa última quadrilha que foi presa no sábado passado, em Extremoz. São elementos de vários estados, a maioria deles, ex-presidiários. Tem elemento que já cumpriu pena no Maranhão, no Espírito Santo… foragidos da justiça e que já têm mandado de prisão. Nós estamos caindo em campo para prendê-los.

Já são 37 casos neste ano no RN. O quanto isso preocupa?
Diante de outras unidades da federação, proporcionalmente o número de casos não é tão grande, mas para o RN, que é um Estado pacífico, é sim. Temos nos esforçado ao máximo para reduzir essa criminalidade.

TRIBUNA DO NORTE

dez 11

NOVO CÓDIGO PENAL TRATA HOMICIDAS COM MAIS RIGOR E TORNA CORRUPÇÃO CRIME HEDIONDO

O Código Penal pode ser reformado para prever o aumento da pena mínima para homicidas e a inclusão da prática de corrupção na lista de crimes hediondos. Essas são duas das muitas mudanças sugeridas na lei penal, conforme substitutivo apresentado nesta quarta-feira (10) por Vital do Rêgo (PMDB-PB) ao PLS 236/2012, em reunião na Comissão de Constituição, Justiça e Cidadania (CCJ).

Após a leitura do relatório, foi aprovado pedido de vista, ficando a decisão sobre a matéria para a reunião da próxima semana.

O texto também é mais rigoroso com os prazos para a progressão de pena, situação em que o condenado pode pleitear mudança para um regime de reclusão menos severo. E entre as inovações sugeridas ao código, estão dois novos capítulos, para tratar de crimes contra a humanidade e contra a segurança pública.

A proposta (PLS 236/2012) tem por base o anteprojeto elaborado por uma comissão de juristas instalada em 2011 no Senado, com o objetivo de atualizar o Código Penal, que é de 1940. O texto também passou por comissão especial de senadores, tendo sido aprovadas mudanças sugeridas pelo relator, senador Pedro Taques (PDT-MT). Ao apresentar seu substitutivo, Vital do Rêgo ressaltou o trabalho feito por Taques, base para o texto em análise na CCJ.

Rigor

Vital manteve sugestão dos juristas de aumento da pena mínima para crime de homicídio simples dos atuais seis anos para oito anos de prisão. Isso faz com que o condenado comece a cumprir pena obrigatoriamente em regime fechado. O tempo máximo de prisão continua sendo de 30 anos, mas a condenação, quando há agravantes, pode chegar a 40 anos, tempo que será usado para cálculo da progressão de pena.

Também poderá ser mais rigorosa a regra que dá direito aos benefícios da progressão, como a possibilidade de mudar do regime fechado para o semiaberto. Hoje, é exigido de condenados primários o cumprimento de ao menos 1/6 da pena para pleitear o benefício, mas o novo Código Penal pode prever o mínimo de 1/4 da pena.

Crimes hediondos

O projeto leva para o Código Penal a previsão de crimes hediondos relacionados na Lei 8.072/1990, que não permitem fiança ou anistia. Também amplia a lista para incluir corrupção ativa e passiva, peculato e excesso de exação (crime praticado por servidor que desvia recursos públicos em proveito próprio).

São ainda sugeridos a passar à condição de hediondos os crimes de racismo, tráfico de drogas e financiamento ao tráfico de drogas, tráfico de seres humanos, terrorismo e redução à condição análoga à de escravo.

O texto também tipifica o crime de enriquecimento ilícito do servidor público, prevendo pena de prisão de dois a cinco anos, além do confisco dos bens. E aumenta de dois para quatro anos a pena mínima para condenados por corrupção, seja ativa ou passiva, mantendo a pena máxima em 12 anos.

Segurança pública

Vital incluiu um título específico, com quatro capítulos e 19 artigos, para tratar dos crimes contra o estado democrático de direito, uma vez que o projeto revoga a Lei de Segurança Nacional.

Estão previstos nesse título os crimes contra o funcionamento das instituições públicas e dos serviços essenciais. Esse é o caso da destruição de meios de transporte, como o incêndio a ônibus nas manifestações, por exemplo. Está prevista para esse tipo de crime pena de prisão de dois a oito anos, que poderá ser ampliada para oito a doze anos se a ação resultar em morte.

As penas previstas serão aumentadas até a metade se os crimes forem praticados durante grandes eventos esportivos, culturais, educacionais, religiosos, de lazer ou políticos. O capítulo inclui ainda punições para crimes de espionagem, golpe de estado, insurreição, conspiração e ação de grupo armado, entre outros.

Crimes contra a humanidade

O novo código poderá ter um capítulo específico para crimes contra os direitos humanos, que são aqueles praticados pelo estado ou por uma organização contra a população civil ou um grupo de pessoas.

Fazem parte desse grupo os crimes de extermínio (sujeitar um grupo de pessoas à privação dos meios para sua sobrevivência, causando-lhes a morte); escravidão (exercer sobre alguém poder inerente ao direito de propriedade); e perseguição (limitar o exercício de direitos fundamentais de um grupo de pessoas identificado por características políticas, raciais, nacionais, étnicas, culturais, religiosas ou outra análoga).

Também são crimes contra a humanidade a gravidez forçada (forçar a gravidez, mediante ameaça, com o fim de modificar a unidade étnica de um grupo); privação de liberdade em violação de direito fundamental (manter alguém preso em violação das normas fundamentais de direito internacional); transferência forçada de população (expulsão de um grupo por motivos de raça, etnia, cor, religião ou preferência política).

Penas alternativas

Por outro lado, a reforma do Código Penal deverá ampliar as possibilidades de aplicação de penas alternativas para crimes de menor gravidade, como a prestação de serviços à comunidade, por exemplo. A estratégia reúne aspectos didáticos e de ressocialização, conforme sugere a comissão de juristas, e contribuirá para atualizar o modelo punitivo brasileiro, que prioriza pena privativa de liberdade.

Os especialistas afirmam que as penas alternativas têm baixo respaldo da sociedade e pouca adoção pelos juízes. Para a população, dizem, é mais fácil compreender a prisão como mecanismo punitivo do que a prestação de serviços à comunidade ou a distribuição de cestas básicas.

Aborto

O substitutivo mantém aborto como crime, com as exceções já previstas na legislação: casos de estupro, de risco de vida para mãe na condição de fetos anencéfalos ou com anomalias graves que inviabilizam a vida intrauterina.

No anteprojeto elaborado pelos juristas, constava a possibilidade de interrupção da gravidez nas doze primeiras semanas por incapacidade psicológica da mãe, mas a sugestão foi retirada pela comissão especial de senadores que analisou o texto antes da CCJ.

Drogas

Continua sendo crime o porte de droga ilícita, valendo a regra atual quando se tratar de pequena quantidade: o juiz examina as circunstâncias e define se a pessoa é traficante ou usuário, nesse caso aplicando medidas educativas ou alternativas.

dez 11

EM MEIO A OBSTRUÇÃO, VOTAÇÃO DA PROPOSTA SOBRE DESARMAMENTO É ADIADA

Obstruções marcaram a reunião da comissão especial convocada nesta quarta-feira (10) para votar o parecer do relator, Claudio Cajado (DEM-BA), ao Projeto de Lei 3722/12, que revoga o Estatuto do Desarmamento.

Após cerca de três horas de leitura do relatório, a reunião foi encerrada e uma nova foi convocada para a próxima quarta-feira (17), às 14 horas.

Após o encerramento da reunião, o deputado Alessandro Molon (PT-RJ) lamentou o fato de que o relatório seguirá para votação sem uma discussão mais profunda sobre o tema. Molon tentou aprovar requerimento de audiência pública, de autoria do deputado Ivan Valente (Psol-SP). “É um absurdo tentar revogar uma lei que está em vigor há 11 anos, com uma única discussão. O único debate [referindo-se à audiência pública do dia 26/11] foi desequilibrado, com cinco pessoas de um lado e três do outro. Isso não é razoável, não é responsável”, lamentou Molon.

Claudio Cajado, no entanto, ressaltou que a proposta está em discussão há dois anos. Ele lembrou que foi relator também da primeira comissão que discutiu o tema.

Cajado afirmou que manteve boa parte do texto do atual estatuto e que a matéria poderá, ainda, ser discutida no Plenário da Casa. “Espero que possamos, sim, votar, para que, no segundo momento, o Plenário da Casa possa fazer as alterações que julgar necessárias e ampliar o debate”, completou Cajado.

Mudanças do substitutivo
Entre as mudanças trazidas no substitutivo estão:

  • o endurecimento das penas já existentes e previsão de novos crimes, como o porte ostensivo ilegal de arma de fogo e a ofensa com simulacro ou arma de brinquedo;
  • a regulação das armas de incapacitação neuromuscular, conhecidas, popularmente, como “arma de choque”;
  • a alteração para renovação do registro, que acontecerá a cada oito anos, em vez de três anos; e
  • a diminuição de taxas cobradas pelo governo, como por exemplo, a da renovação do porte, que passará de R$ 1.000 para R$ 100.

Suspensão da reunião
Desde o início dos trabalhos nesta quarta-feira, deputados do Psol e do PT protocolaram requerimentos na tentativa de marcar uma nova audiência ou, até mesmo, cancelar a reunião.

Durante a Ordem do Dia da Casa, a reunião foi suspensa por seu presidente, deputado Marcos Montes (PSD-MG), o qual foi alertado por servidores responsáveis pela administração dos trabalhos da comissão que a reunião nem sequer chegou a ser aberta.

“O presidente da Câmara, Henrique Eduardo Alves, nos informou que a Ordem do Dia já havia começado e, portanto, não poderíamos seguir com esta reunião. Ela será suspensa e retornaremos com o quórum registrado até o momento”, disse Montes.

No entanto, a reunião foi retomada durante a noite com a reabertura do painel de presença – o quórum mínimo de 13 parlamentares foi atingindo.

Parlamentares tentaram obstruir a votação da ata, que marca o início dos trabalhos administrativos da comissão. Durante sua leitura, Molon interrompeu Cajado, denunciando que houve a quebra de um acordo entre os membros da comissão durante a última audiência pública.

Segundo Molon, ficou acordada a realização de uma nova audiência antes da aprovação do relatório final, marcado para esta quarta-feira (10).

O deputado Marcos Montes, que presidia a reunião, pediu silêncio à plateia e disse que, “infelizmente, o próprio Partido dos Trabalhadores não apresentou os nomes para a composição dos membros desta comissão; mas todos terão tempo de discutir o projeto no Plenário”.

Autor do projeto, o deputado Rogério Peninha Mendonça (PMDB-SC), disse que houve uma reunião no início da constituição da comissão especial e que, naquele momento, nenhum dos parlamentares que estavam se manifestando “por mais debates” quiseram participar da construção do cronograma dos trabalhos.

Se na próxima quarta-feira (17) o parecer for aprovado, seguirá para análise do Plenário da Câmara.

dez 11

PM PRENDE EM FLAGRANTE DUPLA ACUSADA DE PRATICAR ASSALTO EM PARNAMIRIM

Rudson Rodrigues, de 22 anos, e Lenilson Godin, 26, foram presos na noite de ontem, em Parnamirim, logo após praticarem um assalto no Centro.

De acordo com o soldado PM Gláucio, foi por volta das 20h40, quando a viatura do CIPRED conseguiu capturar a dupla, que havia praticado um assalto a um vigilante. Os militares agiram rápido e conseguiram recuperar o material roubado e apreender o revólver utilizado na ação.

A vítima informou que a dupla estava em uma motocicleta tipo POP e chegou a efetuar disparos para que ele corresse.

190RN

dez 11

GTO DE ALEXANDRIA CAPTURA FORAGIDO DA JUSTIÇA DO ESTADO DE SÃO PAULO

Por volta das 9h30 de ontem, o GTO de Alexandria, durante a abordagem a um veículo Agille, de cor preta e placas NXY 3027, de Belo Horizonte-MG, recapturou na RN 079, dois foragidos do estado de São Paulo, identificados como Isaque Ferreira Soares, de 24 anos, e Francisco Inácio Soares Junior, vulgo Júnior, de 29 anos. Ambos residiam no sitio Oiticica dos Timóteos, na zona rural de Bom Sucesso (PB).

No momento da abordagem, Francisco não apresentou nenhum documento – o que levantou suspeita dos policiais. que resolveram conduzir a dupla ao 3ª CPM de Alexandria.

Após a consulta nos órgãos competentes, foi constatado um mandado de prisão em aberto expedido pela justiça de São Paulo, em desfavor da pessoa de Francisco Inácio Soares Junior. Já contra Isaque Ferreira Soares, primo do foragido, não havia nenhuma restrição, porém, ele mesmo permitiu que a guarnição revistasse a sua residência, alegando ser cidadão de bem e não ter nada ilícito em sua propriedade.

A partir daí, foram feitas diligências na residência do suspeito. Para a surpresa da polícia, foram encontrados uma espingarda calibre 36, com 12 cartuchos intactos, além de mais 8 cartuchos deflagrados. Isaque recebeu voz de prisão e foi conduzido para a delegacia de Catolé do Rocha (PB) para os procedimentos de praxe.

190RN

dez 11

JOVEM É ASSASSINADO COM TIROS NA CABEÇA APÓS SAIR DE DELEGACIA

Wildson Ferreira da Silva, de 24 anos, foi morto a tiros, na noite desta quarta-feira (10), na avenida Capitão Mor Gouveia, no Bom Pastor. O jovem estava em caminhando por uma calçada, logo sair de uma delegacia, quando dois homens se aproximaram em uma motocicleta e o executaram com tiros na cabeça.

A vítima tinha acabado de sair da Delegacia Especializada em Atendimento ao Adolescente Infrator (DEA), onde prestou depoimento, após ser conduzido por policiais militares. Os dois homens em uma moto o seguiram e, ao se aproximarem de Wildson, o garupa desceu e atirou várias vezes.

O delegado Raimundo Rolim, que tinha colhido depoimento de Wildson momentos antes do assassinato, disse que o jovem chegou conduzido pela Polícia Militar, juntamente com um adolescente.

“O menor estava com uma quantidade de droga para consumo e, por isso, entendi que não tinha como autuar, ouvi o depoimento dos envolvidos e os liberei. Pouco tempo depois tomei conhecimento da morte”, relatou o delegado.

O corpo de Wildson foi levado para o Instituto Técnico-Científico de Polícia, na Ribeira. A dupla que praticou o homicídio fugiu do local e não foi identificada.

PORTAL BO

dez 11

CHARGE DO DIA: O FILHO É TEU!

dez 09

PMs ESTÃO PREOCUPADOS COM POSSÍVEL TROCA DE COMANDO DA CORPORAÇÃO NO RN

A definição do próximo Governo sobre quem ocupará o cargo de comandante geral da Polícia Militar do Rio Grande do Norte, que atualmente tem como titular o coronel Francisco Araújo, é visto com apreensão pelos PMs. O motivo é que a categoria acredita que uma escolha errada poderá significar um retrocesso e um piora no atual quadro da segurança pública do Estado, que já não atravessa um bom momento.

“Nós sabemos que a situação do Estado como um todo piorou durante esse Governo. Com a segurança pública não foi diferente, a situação realmente é complicada e muitas melhorias precisam ser feitas. Nós percebemos que o novo governador está com um discurso diferente do anterior. Por isso a nossa preocupação com o novo nome. Precisa ter perfil inovador, caso contrário a situação só irá piorar”, explicou Eliabe Marques, presidente da Associação dos Subtenentes e Sargentos Policiais Militares e Bombeiros Militares do Rio Grande do Norte (ASSPMBM-RN).

O comando da Polícia Militar tem que ser exercido por oficial da ativa, do último posto (coronel) da própria corporação. Segundo Eliabe, atualmente nenhum coronel da ativa tem o perfil ideal para assumir o posto a partir do próximo ano. “Essa opção inovadora não existe no quadro atual. Não temos nada contra os coronéis que estão na ativa, pois não defendemos nenhum nome aqui. Mas é como eu falei, a pasta precisa de inovação e os nomes que aí estão não representam essa inovação. Quem sabe algum tenente-coronel que está para ser promovido possa assumir”.

Apesar das dificuldades pelas quais o sistema de segurança pública passa, com o número de assassinatos aumentando cada vez mais – nó último final de semana foram seis apenas em Natal – os policiais militares têm o que comemorar em 2014. Depois de muitas greves e negociações, a categoria conseguiu que a Lei de Promoção de Praças fosse aprovada, assim como a reposição de 32% no subsídio dos PMs. “Essas duas conquistas colocaram fim a uma série de injustiças que os policiais militares sofreram nos últimos anos. A Lei de Promoção de Praças era uma luta que a categoria tinha há muito tempo”, frisou Eliabe.

O presidente da ASSPMBM-RN não poupou elogios ao atual comandante geral da corporação, o coronel Francisco Araújo. “Sem a intervenção do coronel Araújo nós não teríamos obtido essas conquistas que nós conseguimos durante esse ano. Diante de todas as dificuldades enfrentadas durante o ano, nós conseguimos avançar graças ao emprenho do atual comandante. Apesar de todas as nossas manifestações, nenhum policial sofreu represálias. Se fosse um comandante “cruel”, como já existiu, vários policiais teriam sido desligados da corporação”. Detalhou Eliabe, que ainda completou.

“Quando comparamos as gestões da Corporação de um passado recente, constatamos que a atual gestão implementou uma abertura na forma do relacionamento com as entidades e com a categoria. Repito que não estamos aqui para defender nenhum nome, mas sem dúvida alguma que a continuidade do coronel Francisco Araújo no cargo seria muito importante para a Polícia Militar. Se ele não continuar, que o novo comandante tenha uma linha de comportamento pelo menos parecida com a do atual”.

Comandante participa de reunião para discutir mudanças na PM

O coronel Francisco Araújo participa desde a última segunda-feira (8) da 2ª Reunião Extraordinária do Conselho Nacional de Comandantes Gerais das Polícias Militares e Corpo de Bombeiros Militares do Brasil, que está sendo realizada em Caetê, Minas Gerais, até está terça-feira (9).

Durante o evento, serão apresentados estudos realizados sobre a implementação do Termo Circunstanciado de Ocorrências (TCO) nas Polícias Militares do Brasil, bem como de estudos sobre os fatores positivos e negativos das ações de Polícia Administrativa exercidas pelas Polícias Militares e Corpos de Bombeiros Militares do Brasil. Também durante a Reunião Extraordinária estão sendo discutidas as principais propostas parlamentares que podem interferir nas atividades dessas duas Instituições Militares Estaduais.

O coronel Araújo participa da Reunião Extraordinária como comandante geral da Polícia Militar do RN e presidente da Região Nordeste do Conselho Nacional de Comandantes Gerais das Polícias Militares e Corpos de Bombeiros Militares do Brasil, cargo ao qual foi reeleito e empossado por quatro anos seguidos desde o ano de 2010.

JORNAL DE HOJE

dez 09

POLÍCIA MILITAR ENCONTRA 6KG DE DROGA EM ALICERCE DE RESIDÊNCIA EM PIPA

Policiais do Pelotão Destacado de Polícia Militar de Pipa em Tibau do Sul realizaram uma apreensão de aproximadamente 6kg de maconha na praia de Pipa.

O acusado que é do Conjunto Vale Dourado na Zona Norte de Natal e foi identificado como Gleiton Soares Costa.

Segundo o Tenente Daniel, comandante do pelotão de PIPA, o mesmo já respondeu anteriormente por assalto a mão armada e estava residindo na localidade há aproximadamente duas semanas.

Ainda segundo o Tenente, a droga estava enterrada no quintal da casa, próximo ao alicerce e escondida de uma grande pacote que foi localizado e conduzido para a delegacia distrital juntamente com o Gleiton que foi autuado por tráfico de drogas.

190RN

dez 09

SUSPEITO MORRE BALEADO E OUTRO É PRESO APÓS ASSALTO AOS CORREIOS DE RUY BARBOSA

Policiais militares da cidade de Ruy Barbosa, localizada na microrregião Borborema Potiguar, evitaram, nesta terça-feira (9), o que seria um assalto bem sucedido protagonizado por um quadrilha fortemente armada. Os criminosos invadiram os Correios, renderam os funcionários, levaram o dinheiro do caixa e ao sair do prédio foram surpreendidos pela PM. Houve uma intensa troca de tiros e perseguição que resultou em um suspeito morto e outro preso, dois conseguiram fugir.

De acordo com o sargento Emílio, do policiamento da cidade, ação foi extremamente difícil, principalmente porque os criminosos não se intimidaram e atiraram quando se viram cercados. “Perseguimos os suspeitos até bem próximo às cidades de Riachuelo e Bento Fernandes, eles efetuaram vários tiros em nossa direção, mas a equipe preparada conseguiu revidar a altura”, informou.

Um dos suspeitos, identificado apenas como “Marcinho”, morreu na troca de tiros e outro acabou baleado e preso durante a ação. Dois escaparam e estão sendo procurados por policiais de várias regiões. O suspeito ferido foi levado para o pronto socorro Clóvis Sarinho, em Natal.

Francisco de Assis Otaviano Ribeiro, de 24 anos, disse ao Portal BO que ele e os comparsas chegaram à cidade em um veículo tipo Uno, de cor vermelha, entraram no prédio dos Correios, mas não levaram o dinheiro do cofre, somente o da gaveta. “A gente não levou dinheiro do cofre nenhum, num deu nem tempo, porque logo apareceram os policiais aí tivemos que sair rápido de lá. Na fuga tivemos que trocar de carro, aí roubamos uma caminhonete de entrega de cestas básicas”, relatou.

O suspeito disse ainda que conhece os outros que escaparam somente de vista e que é morador do bairro Nossa Senhora da Apresentação. Depois de medicado, Francisco foi conduzido por policiais militares para a sede da polícia federal, no bairro de Lagoa Nova, na capital do Estado.

Portal BO

dez 09

SOZINHO, PM TROCA TIROS COM SEIS CRIMINOSOS EM TENTATIVA DE ASSALTO EM CORREIOS DO RN

Por volta das 9:30hs da manhã desta terça-feira, seis homens tentaram assaltar os correios da cidade de Rui Barbosa, no interior do estado.

De acordo com a polícia militar, no momento da ação só tinha um soldado da PM em serviço que reagiu e trocou tiros com os criminosos que fugiram com destino à cidade de Bento Fernandes.

Viaturas de cidades vizinhas copiaram a informação e encontraram os autores da ação na entrada da cidade de Bento Fernandes, onde houve uma nova troca de tiros e segundo a PM, um assaltante foi a óbito e os demais estão escondidos na mata.

190 RN

dez 09

AGENTES DESCOBREM TÚNEL EM ALCAÇUZ APÓS DENÚNCIA E EVITAM FUGA DE 250 PRESOS

Os agentes penitenciários que trabalham no presídio de Alcaçuz, em Nísia Floresta, encontraram um túnel gigante, naquela unidade, que seria usado para mais uma fuga em massa.

O buraco foi encontrado após os agentes receberam denúncia anônima de que haveria um resgate de presos na penitenciária.

Com isso, foi montada uma operação de revista e, na manhã desta terça-feira (9), o túnel foi encontrado no Pavilhão 1.

Esse pavilhão é que tem mais presos, atualmente, e, de acordo com a direção da unidade, o túnel encontrado poderia servir para a fuga de aproximadamente 250 detentos.

Os agentes explicam que, geralmente, ao final de cada ano, os presos costumam articular fugas das unidades prisionais. Neste caso, uma equipe de criminosos deveria auxiliar na fuga em massa.

Em janeiro de 2012, Alcaçuz registrou sua maior fuga, com 41 homens escapando da unidade.

Portal BO

dez 09

PROJETO DE LEI REVOGA ESTATUTO E LIBERA COMPRA E PORTE DE ARMAS

Após 11 anos em vigor, o Estatuto do Desarmamento vai passar amanhã por uma prova de fogo na Câmara dos Deputados. O projeto de lei (PL) 3722/2012, que revoga as regras estabelecidas em 2003, será votado em comissão especial e, se aprovado, segue para o plenário. A proposta volta a permitir o porte de armas por civis, desburocratiza a compra, torna as taxas de registro e licença até dez vezes mais baratas e aumenta em 50% a quantidade de armamentos que cada pessoa pode ter.

Atualmente restrito a um grupo de 11 categorias profissionais, o porte poderia ser autorizado para qualquer cidadão. Seria preciso comprovar aptidão técnica e psicológica, não ter antecedentes criminais e nem estar respondendo a um processo criminal no momento do pedido.

O autor do PL, deputado federal Peninha Mendonça (PMDB-SC), diz que a proposta tenta adequar a legislação ao pensamento da maioria da sociedade. Em 2005, 63,96% dos brasileiros rejeitaram, em referendo, a proibição do comércio de armas no país (a votação não fazia referência ao porte). “O projeto apenas permite o que a maioria da população deseja: que o cidadão de bem tenha direito de ter uma arma para se defender”, afirma o parlamentar.

O conteúdo original, no entanto, deve ser suavizado por meio de um substitutivo do relator da matéria na comissão especial, Cláudio Cajado (DEM-BA). Ele antecipou que vai mudar itens polêmicos, como o prazo de validade do registro de armas e a idade mínima para a posse e o porte.

Atualmente, o registro precisa ser refeito a cada três anos. Pelo projeto original, a validade nunca expiraria, mas Cajado vai sugerir um prazo de cinco anos. O relator também deve manter nos atuais 25 anos de idade a exigência mínima para a compra de armamento, contra 21 anos previstos no texto de Mendonça. O porte seria concedido apenas após cinco anos de posse, ou seja, a partir dos 30 anos.

“Dentro do escopo normatizado pelo Estatuto, queremos poder encontrar um meio termo, que permita à população o exercício do direito constitucional de defesa da vida”, disse Cajado, durante debate com internautas na semana passada.

Diretor-executivo do Instituto Sou da Paz, Ivan Marques classifica o projeto como um retrocesso para a segurança pública brasileira. “Não é apenas uma proposta que desfaz o Estatuto, mas algo que estimula o uso de armas”, diz. Ele cita como exemplo o aumento na quantidade de armas e de munição permitidas por pessoa.

Pelo PL, o limite de armamento por cidadão salta de seis para nove. Já o de munição pula de 50 por ano para cada arma para 600 por ano, por arma. “Se o cidadão tiver nove armas, terá direito a 5,4 mil munições por ano. Ele vai usar tudo isso para legítima defesa?”

Em favor do projeto, Mendonça cita dados do Mapa da Violência, segundo o qual 51.043 brasileiros haviam sido assassinados em 2003 contra 56.337 em 2012. Já o representante do Sou da Paz menciona um estudo do Instituto de Pesquisa Econômica Aplicado, segundo o qual um homicídio foi evitado a cada 18 armas tiradas de circulação graças ao incentivo do Estatuto.

Gazeta do Povo

dez 09

POLÍCIA CIVIL PRENDE HOMENS QUE ASSALTARAM PADARIA EM MACAÍBA

Policiais da Delegacia Especializada de Furtos e Roubos (Defur) prenderam dois, dos quatro bandidos, acusados de terem praticado um assalto em uma padaria na cidade de Macaíba, no dia 20 de outubro deste ano. As prisões foram efetuadas na manhã desta terça-feira (9). Além dos assaltantes, a equipe policial conseguiu efetuar durante as diligências, a prisão de um foragido da Justiça.

De acordo com o delegado titular da Defur, Herlânio Cruz, a Polícia conseguiu sucesso nas investigações, devido a uma denúncia anônima feita por populares que utilizaram o Disque-Denúncia, telefone 181. No assalto, três homens entraram armados na padaria, enquanto outro acusado ficou no carro utilizado pelos bandidos. Eles roubaram R$ 2.000, pertences dos clientes (como jóias e celulares), notebook e vários produtos do estabelecimento.

Um mês após o crime, a Polícia Militar conseguiu prender um dos acusados, Michael Keven Cirino de Souza, 20 anos, pelo crime de receptação e tráfico de drogas. Com a prisão do primeiro acusado e as denúncias anônimas, a Polícia Civil conseguiu identificar dois participantes do assalto e pediu a prisão preventiva.

Nesta terça, a equipe de Defur cumpriu os mandados de prisão preventiva e prendeu o homem que dirigiu o carro durante o crime, o técnico de enfermagem Mário Rosa Silva, 40 anos e um dos homens que entrou armado na padaria, Gleibson Rodrigues da Silva, 20 anos, o qual estava em regime semi-aberto, pelos crimes de homicídio e roubo.

Além das duas prisões, os policiais cumpriram mandado de busca e apreensão na residência de Michael de Souza. Neste local, os policiais acabaram se deparando com o foragido da Justiça, José Weike Silva, 29 anos, que cumpria pena por roubo e o prenderam na ocasião.

Portal BO

dez 09

COMISSÃO APROVA PROJETO QUE TORNA TROTE ESTUDANTIL CRIME

A Comissão de Educação, Cultura e Esporte aprovou nesta terça-feira o projeto (PLC 9/ 2009) que altera o Código Penal e o Código Penal Militar para tipificar o crime de trote estudantil. O projeto define como contravenção penal o trote que constranger estudante, em razão de sua condição de calouro, ofendendo a integridade física ou moral, ou expondo a pessoa de forma vexatória ou exigindo bens ou dinheiro, independentemente da destinação dada ao que foi recolhido. Segundo o relator da proposta, senador Cícero Lucena, do PSDB da Paraíba, a ideia é tipificar penalmente a conduta de trote, por meio de uma lei clara, sem prejuízo de outras sanções administrativas, civis e penais já previstas nos casos de lesão corporal e constrangimento ilegal, que estão no Código Penal.

dez 09

PROJETO PUNE COM MAIOR RIGOR CRIMES COMETIDOS EM TRANSPORTES PÚBLICOS

O PLS 253/2014 altera o art. 61 do Código Penal para considerar como agravante a circunstância de praticar crime no interior de transporte público e nos terminais ou pontos de embarque ou desembarque de passageiros. O autor da proposta, senador Jorge Viana (PT-AC), disse que apresentou o projeto porque entende que nesses lugares a violência vem aumentando, colocando em risco a vida de motoristas, cobradores e passageiros. Para o parlamentar, aumentar a pena dos crimes pode resolver esse problema.

dez 09

COMISSÃO DEBATERÁ CÓDIGO DE ÉTICA PARA POLICIAIS E BOMBEIROS

A Comissão de Segurança Pública e Combate ao Crime Organizado debaterá, na quinta-feira (11), o Projeto de Lei 7645/14, que abre prazo de 12 meses para estados e o Distrito Federal aprovarem, por meio de lei específica, um Código de Ética e Disciplina para as polícias e os corpos de bombeiros militares.

A proposta, dos deputados Subtenente Gonzaga (PDT-MG) e Jorginho Mello (PR-SC), também proíbe a pena de prisão para punições disciplinares. O deputado Lincoln Portela (PR-MG), que propôs a audiência, defende a proibição. “O policial, muitas vezes por estar com um sapato mal lustrado, um cabelo mal penteado, é humilhado diante de seus pares, da sua família e da sociedade.”

Foram convidados para a audiência:
– um representante do Exército Brasileiro;
– o ministro da Justiça, José Eduardo Cardozo;
– o ministro da Defesa, Celso Amorim;
– a ministra da Secretaria de Direitos Humanos da Presidência da República, Ideli Salvati;
– o presidente do Conselho Nacional de Comandantes Gerais (CNCG), coronel Márcio Martins Sant’Ana;
– o presidente da Federação Nacional de Entidades de Oficiais Militares Estaduais (Feneme), coronel Marlon Jorge Teza;
– o presidente da Associação de Militares Estaduais do Brasil (Amebrasil), coronel Cesar Braz Ladeira;
– o presidente da Associação Nacional de Entidades Representativas de Policiais Militares e Bombeiros Militares (ANERBM), sargento Leonel Lucas; e
– o presidente da Associação Nacional de Praças (Anaspra), soldado Elisandro Lotin de Souza.

O debate será realizado às 10 horas, no plenário 10.

dez 09

PRESO SUSPEITO DE ROUBAR ARMA DE POLICIAL DURANTE ASSALTO À FARMÁCIA NO TIROL

A equipe de policiais civis da 8ª Delegacia de Polícia Civil prendeu na última sexta-feira (05) o assaltante José André da Silva Pinheiro, o “Andrezinho”, de 20 anos. Andrezinho é acusado de assaltar a casa de um policial militar e de cometer um assalto a uma farmácia no bairro do Tirol, ocasião em que também roubou um policial.

As investigações realizadas pelos policiais da 8ª DP, sob o comando da delegada Karla Viviane, tiveram início em agosto deste ano e o vídeo da câmera de segurança da farmácia em que ele cometeu um assalto auxiliou na identificação do assaltante.

Andrezinho foi preso no bairro do Alecrim e reagiu fortemente à prisão. Em sua residência foi apreendida uma arma calibre 380 que havia sido roubada do policial militar que estava na farmácia no momento do assalto.

O assaltante tinha um mandado de prisão temporária expedido pela 8ª Vara Criminal e foi autuado em flagrante por posse ilegal de arma.

PORTAL BO

Posts mais antigos «