«

»

mar 03

POLICIAIS MILITARES INVADEM DELEGACIA E RESGATAM SARGENTO PRESO NO ACRE

Policiais militares foram acusados de invadir na noite deste sábado (1o) a Delegacia Central de Flagrante (DEFLA), no bairro Cadeia Velha, para resgatar um sargento da Polícia Militar, que foi preso por desobediência, após conduzir um condutor suspeito de dirigir embriagado à unidade de segurança pública.

Segundo informações de policiais militares, o sargento identificado como Wendel, teria recebido voz de prisão do delegado Leonardo Santa Bárbara, que ordenou que o militar fizesse o teste do barômetro no condutor que causou um acidente de trânsito por dirigir sob efeito de bebida alcóolica. O militar argumentou que o causador do acidente se recusou a fazer o exame e teria confessado que estava sob efeito de álcool, confissão ouvida por várias testemunhas.

O delegado questionou e ordenou novamente que o sargento PM submetesse o suspeito ao bafômetro, alegando que o condutor tinha o direito de fazer o teste, mas o militar argumentou que no momento da ocorrência o condutor infrator foi conduzido à UPA para atendimento médico, mas ele teria constatado através do odor, que ele teria ingerido bebida alcóolica e que os fatos estariam no relatório anexado ao Boletim de Ocorrência. O militar alertou ainda que o exame poderia ser comprometido pelo espaço de tempo e pela medicação ingerida pelo acusado na unidade de saúde.

O sargento relata que o delegado Leonardo Santa Bárbara estava exaltado e pediu que o escrivão acrescentasse no BO, o nome dele e fosse relatado crime de desobediência. O sargento Wendel se recusou a assinar o documento e recebeu voz de prisão. Santa Bárbara acusou o PM de falso testemunho. Mais de 50 policiais militares teriam entrado na delegacia para resgatar o sargento. Uma confusão generalizada tomou conta da unidade após a chegada de um grupo de delegados e de oficiais da Polícia Militar. Os oficiais teriam impedido a prisão do sargento e ordenado que ele fosse levado ao Quartel do Comando Geral.

Segundo informações de pessoas que presenciaram o tumulto, os protagonistas do confronto chegaram a empunhar armas. O delegado informou que iria lançar o episódio no livro de ocorrências da Defla. Duas guarnições do BOPE é várias viaturas de patrulhamento foram estacionadas na frente da delegacia de Polícia Civil. O delegado Leonardo Santa Bárbara solicitou reforço. Portas da delegacia teriam sido quebradas durante a confusão. Uma multidão de curiosos se formou na frente da delegacia, filmando o empurra-empurra de policiais militares e policiais civis.

Os policiais militares fizeram uma reunião e deliberaram que só entregarão os presos em flagrante na unidade, após a saída de Leonardo Santa Bárbara, dos plantões da Delegacia Central de Flagrante. Segundo o delegado Alcindo Júnior, foi dada voz de prisão ao sargento por falso testemunho. O delegado afirma ainda que o militar que foi retirado da delegacia é considerado como foragido.

ACRE 24 HORAS

compartilhe

Comments

Deixe uma resposta